Zero - A História

  • Iniciador do tópico HunterFlame
  • Data de início
Estado
Não está aberto para novas respostas.

HunterFlame

Guest
Acabei de criar uma histórinha para colocar aqui, comentem sobre ela.


Zero
Capitulo 1- O Recomeço​

O mundo estava passando por tempos bons em 2068. Cada continente tornou-se um país, com o tratado continental. A união mundial estava cada vez mais próxima, pacificamente. Até então estava tudo bem. Mas o presidente da Europa não estava concordando com isso. Ele queria ser o melhor de qualquer jeito! E se o mundo se unisse pacificamente, ele nunca poderia governar o mundo, no máximo ele governaria seu, atualmente, país e teria um chefe que governaria o mundo. Ele queria ser esse chefe, e o único jeito de fazê-lo, seria por meio de guerras.
O presidente, então, decidiu se rebelar contra o mundo, assim como fez Hitler, mas ao contrario do mesmo, ele queria vencer. Logicamente, era impossível fazer tal coisa com suas tropas, já que ele teria de enfrentar as tropas do resto do mundo. Se ele começasse a criar tropas o mundo desconfiaria e ele acabaria sendo derrotado. Em três anos era impossível derrotar todo o resto do mundo por meio de guerras. Ele precisava de um trunfo, uma “carta na manga”, mas a questão era: O que?
Lembrou-se de vários fatos históricos. Nenhum funcionou, porém muitos foram desastrosos, mas ele precisava de algo melhor. Lembrou-se, então do ocorrido com a Peste Negra. Mas hoje já havia cura para tal doença. Ele pensou em várias doenças incuráveis, mas nenhuma seria tão eficiente como queria. Seria necessário usar uma coisa perfeita! Uma coisa que revolucionasse a ciência, e não um simples vírus que seria tratado com isolamentos, até que fosse encontrada uma cura para o mesmo. Precisava de algo que deixasse todos “loucos”, a raiva, por exemplo, ela deixa alguns cachorros agressivos, mas não tem esse mesmo efeito em humanos. Se ele pudesse deixar os humanos com “raiva”, eles travariam guerras e destruiriam tudo e todos! Pois era isso que ele precisava. O problema é que era impossível, até então, fazê-lo, ainda mais com sua transmissão pelo ar, mais eficientemente. Ele fez primeiro testes com ratos. Colocou em seu laboratório cinco ratos, e espalhou em cada local um tipo de vírus. Em todos eles espalhou o vírus da raiva modificado.
Depois de um mês, lá estava o resultado: todos estavam agressivos!!! Era impossível definir se a doença era tão contagiosa que um passou para todos, ou se todos os vírus tinham a mesma ação. Essa segunda hipótese logo foi descartada, já que o quinto local, onde não havia nenhum vírus, também tinha seu rato contaminado. Depois desse fracasso, ele decidiu fazer os testes novamente, mas desta vez, um por um. Ele achava a primeira mistura muito fraca e como não queria atrasos, começou pela quarta.
Ele deixou um dia de tempo limite desta vez, já que precisaria haver qualquer modificação no comportamento do rato, mesmo em um dia. Logo quando esse dia se passou, lá estava o resultado... A quarta modificação foi um fracasso; A terceira também fracassou; Já a segunda teve uma boa modificação de comportamento: o rato estava pulando, como se quisesse fugir do local; E na primeira, o resultado foi o mesmo que na segunda! Ele então deixou mais cinco dias com o primeiro vírus foi que o rato morreu. Depois ele fez o mesmo teste com o segundo vírus, e quando viu, o laboratório estava quase destruído! O rato conseguiu destruir o local onde estava!!!
O presidente não pensou duas vezes. Ele mandou que várias pessoas encarregadas espalhassem o vírus pelos lugares fora do domínio europeu, 5.000 pessoas, no total, e logo após enviá-las, mandou que fechassem todas as fronteiras da Europa. Em menos de um mês o mundo estava em terrível guerra! E não haviam grupos, todos matavam todos, foi um verdadeiro massacre! Não durou muito até que a Europa se contaminasse. O que já era esperado, as pessoas que ainda não estavam contaminadas se isolavam em suas casas protegendo as crianças. As pessoas contaminadas não pensavam em mais nada há não ser guerrear e sobreviver e não usavam armas. O governo de alguns países se reuniam para discutir uma solução, inclusive o governo europeu e seu presidente, já que ninguém sabia que ele era o culpado. Fundaram-se uma organização e um exército que combatia a mão armada os contaminados com a doença. Não se via outra alternativa, depois de uma semana os sobreviventes que não estavam contaminados se reuniram e partiram para a lua, eu estava entre eles. A viagem foi tensa e no meio dela, foi descoberto que uma criança (meu irmão) estava contaminada. Ele foi jogado para fora do foguete e após muito sofrimento da minha mãe, ela se matou deixando somente eu de sobrevivente na família, eu tinha sete anos na época. A pessoa que jogou meu irmão acabou se contaminando e uma guerra começou dentro do foguete, eu me escondi no banheiro, onde já estava antes disso acontecer, durante toda a viagem bebi a água que estava no banheiro. A água me sustentou por dois dias, o tempo necessário até eu chegar à Lua. Na Lua precisei comer os corpos de humanos mortos que morreram durante a viagem, o que durou, mais ou menos, sete meses, sendo aproveitados com sabedoria.
Na Terra, a guerra continuava, haviam ainda alguns sobreviventes e foi criado um abrigo subterrâneo para os mesmos. Cinqüenta e sete pessoas haviam sobrevivido, nove estavam no abrigo americano, doze na Oceania, dez na Ásia, cinco na África e sete na Europa. Quarenta e três, no total. As outras quatorze pessoas estavam isoladas das outras em suas casas. O abrigo Europeu, foi logo invadido e contaminado, não era possível conseguir informações das quatorze pessoas que estavam fora do abrigo. Depois de quatro meses a comida já estava quase toda esgotada, na Terra, não havia produção e por isso os contaminados já estavam quase mortos, eles pensavam na sobrevivência, por isso comiam muito, no entanto, não eram capazes de produzi-la. Um mês após isso acontecer, todos já estavam mortos e haviam somente seis sobreviventes. Os que estavam em abrigos morreram com fome, os que estavam sozinhos, a maioria morando em apartamentos, puderam pegar comida nas casas e apartamentos próximos, sobrevivendo desse modo.
Na Lua, eu só tinha mais dois meses de sobrevivência com a “comida improvisada”, então decidi procurar comida no foguete, encontrei umas sementes de maçã e um balde de terra, como eu era criança, era muito esperançoso e tentei plantar as sementes de maçã, se eu fosse mais velho, nem tentaria fazê-lo. Mas o resultado foi que nasceu um pequeno pé de maçã no local. Eu fiquei muito feliz porque não gostava de comer os restos humanos. Agora eu tinha suprimentos para muito tempo! E enquanto comia as maçãs eu plantava mais sementes. Tentei plantar sementes na própria terra da Lua, já que acabara a terra que estava no foguete, mas infelizmente isso não funcionou. No foguete eu descobri um radio com o qual pude fazer contato com uma pessoa na Terra, isso foi incrível! Até então eu achava que era o único sobrevivente. Eu não sabia Inglês (a língua que ele falava), mas ele usou um tradutor para conversar comigo, em português. Fiz muitas perguntas, e por sorte, a pessoa trabalhava nessa área de foguetes, ele disse que tentaria me levar para a Terra. Disse que lá estava tudo destruído e ninguém estava vivo, só sabia que ele estava vivo, até então. Era necessário recomeçar do zero na Terra, e talvez até na lua!
Meu nome é Ricardo e esse foi o começo de tudo.

---------------
Depois disso tenho que virar moderador :D
 

EredWethrin

Guest
Não escreve tão mal... :rolleyes:

Mas gostaria de saber se o nome do personagem narrador e o "pedido" para se tornar moderador tem alguma relação? ;)
 

HunterFlame

Guest
Não...magina?
Eu? Moderador? 0.0
Nunca pensei nisso
 

fsp15

Guest
kuanto é o limite de caracteres nesse forum?

mas a historia é legal :D

vc fala q ia ter q começar td do zero, o sobrevivente era mulher?
 

HunterFlame

Guest
kuanto é o limite de caracteres nesse forum?

mas a historia é legal :D

vc fala q ia ter q começar td do zero, o sobrevivente era mulher?
Eu ainda vou fazer o capitulo 2, o Ricardo (hehe) vai voltar para a Terra com 16 anos e vai encontrar alguns sobreviventes.
E sim, há mulheres sobreviventes.
 

agrippa15

Banned
telefonei agora à editora ela disse que o contrato ainda estar no prazo para o hunted...entregar por isso...vai saber! :cool:
 

HunterFlame

Guest
Não sei se vou acabar muito rápido, pois estou sem inspiração.
 

hermione.45

Guest
muito legal essa história e grande mais também é legal:cool:


ps: demorei uma hora pra ler ela toda:D
 
Estado
Não está aberto para novas respostas.